Emilia Pires

  • Da
  • Imagem
  • à
  • Escrita

A fotografia e eu

O meu interesse pela fotografia começou teria eu uns dez anos, quando o meu pai me deixava entrar naquele quarto escuro, que tinha uma luz vermelha acesa, e onde se dava a magia de aparecerem no papel, mergulhado naqueles tabuleiros, as Welwitschias e as cabras de leque que ele fotografava pelo deserto, mesmo ali  atrás da nossa casa. Um homem do povo mucubal foi o meu primeiro modelo. A garotagem segredava que os mucubais cuspiam quando passavam por nós e lançavam feitiços. O meu pai fez-me compreender que isso era superstição e ensinou-me a conviver com aquele povo encantador e sábio que me transmitiu a importância da gratidão pelos antepassados, o valor da família e o significado dos rituais, das danças para celebrar nascimentos, funerais, casamentos, guerras etc… Esses preciosos ensinamentos viriam mais tarde fazer brotar em mim a vontade de os passar a todos os que vivem à minha volta. O tempo correu num pulo. Deixei o Kalahari que me fascinava e voltei para Lisboa para estudar. Já não havia mucubais, nem deserto e miragens, nem quarto escuro e eu já não era mais menina. Com o meu primeiro ordenado comprei uma máquina fotográfica. Andava sempre com  ela  e fotografava tudo o que me encantava. Principalmente paisagem e cenas da natureza. Casei e fui mãe. Entre família, casa e emprego  arrumei a câmara. Nem havia sequer espaço para pensar em fotografias. Agora, que os filhos já saíram de casa, aquele bichinho que viveu sempre dentro de mim, talvez um feitiço dos mucubais desde o dia em que fiz a minha  primeira foto e lhes “roubei a alma”, voltou a ratar forte. Hoje em dia tenho a Canon como companheira dos meus dias e a caneta com a qual rabisco permanentemente lembranças desses tempos passado no deserto convivendo com mucubais pelos quais guardo uma admiração, respeito e gratidão profundas.

Últimos artigos

Não esperes mais, vai...
20 de Maio, 2022

Não esperes pela inspiração. Encontra-a pelo caminho.Não esperes o momento certo. Ele está ali à tua espera.Não esperes que a vida seja como queres. Ela será o que fizeres dela.Não esperes. Faz acontecer.Tudo te será revelado no exacto momento quando estiveres preparad@.Não esperes mais, vai.

Dádivas do Universo
18 de Maio, 2022

Quando olhamos estas dádivas do Universo não podemos ficar indiferentes à beleza que nos é dado observar, à serenidade que nos transmitem, à energia com que nos envolvem e simplesmente dizer, gratidão.

Quebrar todas as regras
11 de Maio, 2022

Na fotografia, como na vida, por vezes é preciso quebrar todas as regras, deixar de escutar os outros, sair da caixa, embrenhar-se na densa floresta e absorver o que a natureza nos quer ensinar.

E uma estranha Paz acontece...
10 de Maio, 2022

Sabemos, sem saber, que a luz que ilumina o nosso caminho está ali, esteve sempre lá. A maior parte do tempo não a conseguimos ver todavia, continuamos em frente, com maior ou menor esforço, porque acreditamos que um dia ela surgirá em todo o seu esplendor, iluminando todas as sombras e tudo nos será revelado. E uma estranha paz acontece.

Sem rumo
9 de Maio, 2022

Sonhas, porém não estás a dormir. Vagueias sem rumo. Parece que o Mundo já nada mais tem para te oferecer. Um atalho atira o teu olhar. Sentes um chamamento. O medo paralisa-te! Que irei encontrar? Descobres na tua própria fraqueza a tua força interior. Segues o teu coração na certeza de que ele te levará onde deves ir.

A Festa da Vida
7 de Maio, 2022

O canto da estrelinha-de-cabeça-listada convidou-me a sorrir. A brindar ao dia que se levantava, a abraçar os raios do Sol, a viver o instante e a chamar a tristeza a vir comigo para a festa da Vida.

A Força das Palavras
6 de Maio, 2022

Gosto de ti, dito com o coração, pode dar nova vida, nova esperança, nova coragem a quem escuta.A palavra “Odeio-te” pode destruir, e minar a alma.Faz-nos bem quando nos dizem: “Hoje pensei em ti”, “Tive saudades tuas”, “Gostava que estivesses aqui”. Temos que acreditar nas palavras que dizemos. Nem sempre é fácil dizer estas palavras, porém elas podem fortalecer os elos da corrente que nos une ao outro.As palavras ditas para agradar não têm raíze...

O poder da Palavra
5 de Maio, 2022

Hoje irrompeu um anúncio do meio de um programa interessante que estava a ver e a PALAVRA saiu de lá triste e acabrunhada. Servem-se de mim para tudo, sussurrou: Prova, cheira, come, bebe, dorme comigo, saldos, compra. Um areal de palavras, nas montras, nas paragens de autocarro na televisão, nos livros e jornais. São tantas que já ninguém me presta atenção. Roubaram todo o meu poder. Anda daí, vamos dar um passeio pelo campo e olhar as flores. Co...

A aventura da vida
3 de Maio, 2022

A aventura da Vida começa repetidamente a cada momento. E acredita, é exactamente aquilo que decidires fazer com ele. Torna-o extraordinário. Se acreditares, consegues.

A gratidão é como uma semente
30 de Abril, 2022

Tenho passado os meus fins de tarde, quando o vento cai e a luz é mais dourada, a passear pelos campos conversando com as flores e pedindo-lhes licença para as fotografar. Hoje dei por mim a agradecer repetidamente a cada flor que fotografava, e foram muitas, com o coração transbordando de alegria. A gratidão é como uma pequena semente que o vento leva e o pássaro transporta no bico. Em pouco tempo todo o campo estará em flor.

Sonhar
8 de Abril, 2022

Se tiveres a ousadia e a coragem de sonhar...Se arriscares ir atrás e viver os teus sonhos...Sonha.Sonha de novo.Sonha mais uma vez.Corre atrás do teu sonho.Corre o Mundo todo se preciso for,até que o consigas agarrar e sentir e saber que conseguiste.

Abre-te ao Amor
1 de Abril, 2022

Abre-te ao Amor. Sê quem realmente és. Mostra a tua beleza. Sem receios, com confiança.Compromete-te a dizer eu amo-me, todas as noites e a cumprir a tua promessa, todos os dias.Se não estiveres inteira(o), será que vais conseguir levar a cabo o propósito que aqui te trouxe?

Quando o Amor falta...
31 de Março, 2022

Passaram por mim. Iam descontentes… seria um com o outro, com a vida, ou com eles próprios? Querer receber o que não se tem para dar causa dor e descontentamento.Também se um dá mais e recebe menos, a relação estará comprometida.Nós somos o nosso maior inimigo. Precisamos do outro para reconhecer o muito que temos para dar.Quando eu me amo, não tenho necessidade que me mostrem que sou amado.O descontentamento nasce e cresce quando falta o amor. Da...

O Mundo é um espelho
30 de Março, 2022

Quando nos meus passeios me deparo com determinada cena, como é o caso desta, vêm-me à memória lições já aprendidas e que muitas vezes sabemos de cor, mas tentamos esquecer ou ignorar, porque nos parece ser mais fácil:O Mundo é um espelho.Quanto mais amo, mais amado sou.Se sorrio para o Mundo o Mundo sorrirá para mim.O que vejo nos outros que não gosto e critico é o meu reflexo, aquilo que preciso trabalhar em mim.Será a realidade uma sombra para ...

O importante é o caminho
27 de Março, 2022

Voltando para casa, de um desafio de football, o meu neto estava muito triste porque a equipa tinha perdido. E então, quando ajudaste o teu amigo a levantar-se e lhe deste força com um grande abraço… E quando te metestes entre os dois que estavam a lutar e a discutir… e quando bateste palmas ao golo muito bem metido pelo adversário… e quando deste o teu lugar ao outro que também queria jogar… O importante não foi o resultado. Foi tudo o que aconte...

Caminhar sem rumo
26 de Março, 2022

Caminhei sem rumo, sem destino. Atrás dos coelhitos e dos esquilos que cruzaram o meu caminho. Até uma raposa manhosa me convidou a segui-la. Estes passeios transportam-me para um estado de deslumbramento que ameniza as tristezas que por vezes ensombram a minha alma. Quando volto, venho plena de amor. Que fantástico seria se cada um de nós tivesse a coragem de rebentar as amarras e partir sem rumo para se poder encontrar nas florestas da vida. Com...

Até já
25 de Março, 2022

Vim dizer até já ao dia. Porém, disse adeus aos pensamentos tristes porque, dizer adeus é esquecer. Guardei as lembranças boas para sentir a energia que elas me transmitem. Recordei quantos sorrisos troquei com as pessoas que passaram por mim na rua. Também confidenciei ao Sol que tinha feito de conta que tudo estava bem para poder acreditar que as coisas vão mudar. Segredei que abri as minhas janelas para o amor sem ter medo do futuro e mesmo, me...

Deixa a vida te levar
24 de Março, 2022

Como continuo fora da minha zona de conforto e outros valores se levantam, não é tão fácil vir aqui estar convosco todos os dias. Todavia, a aprendizagem tem sido grande e hoje ocorreu-me partilhar este pensamento: Deixa que a vida te leve. Nada, sente a corrente e deixa que o rio te conduza. Sai do controle, confia, entrega e agradece cada momento. A Serenidade, a sabedoria e a sublimação acontecem quando tens a humildade de aceitar o Mundo ta...

A Primavera chegou
20 de Março, 2022

Primavera – Renascimento – Os campos a cobrirem-se de verde, as flores e as árvores a exibirem os seus rebentos, toda a natureza a emergir do recolhimento do Inverno. Vamos abrir as janelas do nosso conformismo, largar o manto de tristeza que nos cobre e deixar a Primavera entrar. Deixemos ao vento as pétalas e as folhas caídas das nossas mágoas, das nossas culpas, arranquemos os espinhos que nos feriram. O Inverno sarou as nossas feridas, é tempo...

Aceitar
17 de Março, 2022

Estou em Londres. Fora da minha zona de conforto. Vem mesmo a propósito falar sobre aceitação:Aceitar não é ceder é compreender. Compreender o outro tal como ele é. Não ter a pretensão que és melhor do que ele, ou querer que ele seja como tu. Aceitar não é ter pressa. É entregar e esperar. Esperar de esperança de certeza que o Universo te vai conduzir para a melhor situação de crescimento. Saber que o que te está a ser apresentado foi escolhido po...

This website uses cookies to improve your experience. Cookie Policy